Comunidade de Práticas

Total de acessos: 5.233
Início Busca avançada
Temas mais publicados: #APS #Boas Práticas #PlanificaSUS

MÃE GENTIL

BOA VISTA/RR - Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria

Contextualização: Roraima faz fronteira com países da Venezuela e Guiana. Sua geografia permite entrada de pessoas advindas de países de fonteira na busca por sobrevivência e prestação de serviços, por razões geopolíticas sociais em seus países. Esse crescente fluxo desafia o sistema roraimense para efetivar a universalização do acesso à saúde ao imigrante. Objetivo: Trata-se de um relato de experiência vivênciada pelas repercussões deste fenômeno e seu impacto na organização do acesso ao Centro de Referência de Saúde da Mulher/CRSM, os desafios e reflexos da imigração no serviço e na qualidade da assistência prestada as gestantes de alto risco.Metodologia: Estudo consiste relato de experiência observacional e múltiplos métodos de coleta de dados realizados durante a execução das OTs e nas discussões da organização do acesso e o impacto da migração na dinâmica do serviço. As diretrizes da agenda orienta regionalização, delimitação território, população cadastrada pela APS, vinculação, parametros para dimensionamento e programação da atenção conforme a necessidade da pop. Porém no contexto do estado a crise migratória humanitaria, que impacta na capacidade do serviço e consequentemente na programação assistencial.Resultado e implicações: observou-se que, subpopulação de GAR é de 2.274 destas, 88,30% estão na Região Centro Norte, onde localiza-se a porta de entrada para a pop. venezuelana (Pacaraima e Boa Vista). A agenda do CRSM tem capacidade para realizar 660 atend/mês, apresentando deficit importante para atendimento da população, pois é o único serviço do estado. Ademais, 90% da pop. é SUS dependente. A ausência de estudo para mesurar, entender como a pop. imigrantes tem impactado serviços de saúde, torna-se, ainda mais desafiante. Sabe-se que, foram atendidas 716 venezuelanas no PNAR até maio/2023 o que corresponde 30,48% dos atendimentos. As condições de saúde, fatores etnicos-culturais, como barreira linguistica limitam atendimento, e mesmo com inúmeros desafios Roraima grita: “Dos filhos deste SUS, és mãe gentil” Aprendizado: A migração aumenta vulnerabilidade, determinantes, sobrecarrega sistema, altera dinâmica dos serviços, decréscimo qualidade de vida, desordena espaço Nesse contexto, pode-se afirmar que Roraima atravessa um dos maiores desafios da história: acomodar, integrar imigrantes, fugitivos do caos socioeconômico e humanitário.Todavia, demanda é constitucional, pois SUS é universal, integral e equitativo.

#Acesso
1
0
10
Visualizações

Usuário e-Planifica

Analista de Tutoria AAE

RR

CENTRO NORTE

SobreContatoPolítica de PrivacidadeFAQ
e-Planifica® - Todos os direitos reservados. Design por Elleven Criatividade e desenvolvido por Kidopi Soluções em Informática.