Comunidade de Práticas

Total de acessos: 5.233
Início Busca avançada
Temas mais publicados: #APS #Boas Práticas #PlanificaSUS

MELHORIAS DO FLUXO DE COMPARTILHAMENTO DO CUIDADO DE ALTO RISCO EM AMBULATÓRIO DE ITABAIANA, SERGIPE

ITABAIANA/SE - Ambulatório Materno Infantil

O Ambulatório de Atenção Especializada Rede Materno Infantil foi implementado no município de Itabaiana-SE em outubro de 2021 no modelo PASA, atendendo gestantes e crianças de até 02 anos de vida classificadas como de alto risco. Para que esse público seja atendido e acompanhado pelo ambulatório, é necessário o encaminhamento da estratificação de risco pelos profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS). Na primeira consulta, o paciente é atendido por uma equipe multiprofissional (técnico de enfermagem, enfermeira assistencial e do ponto de apoio, psicólogo, assistente social, nutricionista, fisioterapeuta, fonoaudióloga, médicas obstetras/pediatra) e logo em seguida é elaborado o plano de cuidado, o qual é compartilhado com o usuário e com a equipe da APS. Com o intuito de otimizar o fluxo de compartilhamento do cuidado, a equipe do ambulatório desenvolveu um cheklist com as informações essenciais para a identificação do usuário e criou na plataforma virtual Google Drive uma comunicação direta e ágil de contrarreferência para compartilhar o plano de cuidado.

O checklist pontua as principais informações que devem estar contidas no instrumento de compartilhamento a fim de realizar o agendamento da consulta. Os critérios exigidos no cheklist são: Nome completo, Nome da mãe, Data de nascimento, Número do Cartão Nacional de Saúde ou Cadastro de Pessoa Física, Nome do enfermeiro, do agente comunitário de saúde e número da equipe a qual pertencem e telefone do paciente ou responsável. Ao ser entregue no ambulatório, todos estes pontos são conferidos e protocolados.
Após a consulta, o plano de cuidado do paciente é elaborado pela equipe multiprofissional do ambulatório e imediatamente é anexado no Google Drive, onde foram criadas pastas para cada enfermeira(o) das equipes, as quais são inseridos os planos de cuidado dos pacientes correspondentes ao profissional. Em seguida é gerado um link e encaminhado via aplicativo de mensagem para comunicar a(o) enfermeira(o) que o plano de cuidado está disponível.

Com a criação do cheklist o fluxo de encaminhamento e preenchimento correto da estratificação de risco fez com que as marcações das consultas fossem agendadas em tempo hábil, em um prazo de 10 a 16 dias após o recebimento e a avaliação pela enfermeira de apoio, garantindo o acompanhamento imediato do paciente. O compartilhamento do plano de cuidados de forma virtual acabou com o extravio do documento pelo paciente, que algumas vezes não entregava aos profissionais da APS por motivo de perda ou esquecimento de levar às consultas.
Essa metodologia vem agradando os profissionais da APS, como relata a pesquisa de satisfação realizada no início de 2023 através de um formulário virtual no Google Forms. Dentre as respostas enviadas, 100% afirmaram estar satisfeitas com o acesso ao plano de cuidados.

Quando o trabalho entre as equipes da APS e da AAE está em conformidade e reciprocidade, a Rede de Atenção à Saúde (RAS) se torna mais eficiente.

#AAE #APS #Integração APS e AAE #Acesso
5
2
11
Visualizações
Usuário e-Planificahá 9 meses

Parabéns ao AAE de Itabaiana! SUScesso no compartilhamento do cuidado.

1 curtida
Usuário e-Planificahá 9 meses

Parabéns Leila, nutricionista e coordenadora do NEP :) e toda a equipe do ambulatório, obrigada por compartilhar a experiência conosco. Muito importante essa integração e compartilhamento do cuidado de forma organizada e eficiente com Atenção Primária à Saúde. Vamos que vamos, que esse ambulatório tem mais experiências exitosas para compartilhar ;)

1 curtida

Usuário e-Planifica

Participantes

SobreContatoPolítica de PrivacidadeFAQ
e-Planifica® - Todos os direitos reservados. Design por Elleven Criatividade e desenvolvido por Kidopi Soluções em Informática.